terça-feira, 30 de março de 2010

Probabilidade

E seu eu te dissesse que sou exageradamente anormal?
E se eu lhe contasse que sou bipolar?
Se lhe contasse meus segredos mais sórdidos,
meu egoísmo enrustido,
meus planos errados?
Se eu lhe mostrasse meu mundo inteiro?
Se você me visse por dentro?
Se chegássemos ao limite da intimidade?
Se visse quem eu sou?
Se soubesse o que eu fiz?
Se conhecesse minha dor?

Continuaria me amando?


3 comentários:

A. disse...

sim.

Anônimo disse...

Ainda mais.

Najla Salih disse...

Não se ama apenas as qualidades